terça-feira, 1 de abril de 2008

1:33h de uma segunda-feira. ou terça, depende do seu estado de espírito. o meu diz "nunca adiante seu tempo, fique no hoje enquanto puder ficar", então pra quê mudar pra amanhã?
enquanto for hoje, ainda posso me preparar pra monitoria, ainda posso acabar meu relatório, meu estudo dirigido, acreditar que ainda tenho que dormir pra sóóó assim (quem sabe?) o amanhã vir.
posso programar coisas pra me frustrar com o fracasso delas depois. no a-ma-nhã.
posso acreditar que tenho mais tempo que o tempo, mais tempo que minha irmã, que dorme no quarto ao lado, pois o hoje dela acabou e seu tempo de amanhã já corre. o meu não.
o meu tá ali, lá, acolá e donde for, que não sei onde é. mas enquanto estou, vigio e mantenho. e ele nunca corre.
com meus olhos abertos, não pode correr.

2 comentários:

Fellipe Branco disse...

E amanhã sempre vem... de um jeito ou de outro... então que venha no melhor momento... equanto isso, porque não o hoje... :D
belo texto!
bjus mocinha

Juliana Rabelo disse...

Nessa sua noite sombria eu dormia feito um carneirinho. Agora são 3 da manhã e estou acordada ainda no hoje enquanto você está dormindo no amanhã!

Invertemos os papéis.

E estou achando o tempo miseravelmente chulo e acelerado. A morte se aproxima =O

Beijos!